logo transparente.png

A VERDADEIRA CAUSA DO ABSENTEÍSMO

THIAGO MORAIS MENEZES

Fundador da [acelera]^ gestão

Absenteísmo é tema recorrente na grande maioria das organizações que temos contato e a luta por reduzi-lo é intensa porque ele impacta diretamente na produtividade, nas entregas das organizações ou no aumento do custo fixo.

Vejo empresas com 3%, 5%, 7%... mais recentemente nos deparamos com uma área com 10% de absenteísmo!

Qual a causa do aumento do absenteísmo?

Primeiro, vamos entender as práticas mais adotadas frente a essa problemática e porque elas não funcionam.

Prática 1: ENTREVISTA DE AUSÊNCIA.

Essa prática consiste em entrevistar o colaborador no seu retorno para entender os motivos da sua ausência e reforçar a importância dele para a empresa. Sempre que adotada, há uma queda no absenteísmo importante uma vez que o colaborador entende que uma ausência é sentida pela organização. Entretanto, com o avanço do tempo, as entrevistas de ausência demonstram serem ineficazes.

Prática 2: CONTROLE RÍGIDO DE HORÁRIOS E IMPACTO NA REMUNERAÇÃO

Sustentada na filosofia do “se não vai por bem, vai por mal” ou “o funcionário tem que sentir no bolso”, essa prática demonstra enorme ineficácia. Já vi em algumas empresas que os colaboradores, ao perceberem que o único impacto é financeiro, começam a fazer contas se vale a pena ir trabalhar naquele dia.

Prática 3: INCENTIVOS COM PREMIAÇÕES POR ASSIDUIDADE

Pensando que as pessoas serão assíduas para não perder um prêmio aumentará seu compromisso com a organização, brindes como cesta básica são entregues mensalmente. Com discutível eficácia, essa prática impacta um pequeno grupo de colaboradores, por outro lado aumenta os custos da empresa.

Então, qual a causa do absenteísmo?

Antes de responder, vamos entender o modelo mental das práticas atuais:

1. Fatores externos. Ao perguntar o motivo da falta, consideramos que o absenteísmo está sempre relacionado a problemas externos;

2. Medo. Controlar, descontar salários e ameaçar emprego. Acreditamos que aquele emprego é único e o funcionário não pode perdê-lo;

3. Fatores externos. Brindes como cesta básica são para melhorar a condição da família. Mais uma vez fatores externos.

A causa do absenteísmo está na pergunta!

Deveríamos pensar que todos os dias as pessoas decidem ir ou não ir ao trabalho. Pensemos que há uma balança: de um lado fatores externos às organizações e do outro os fatores internos.

Penso que praticamente todos os dias temos motivos externos para não trabalharmos, desde uma simples dor de cabeça, passando por uma conta atrasada até uma doença própria ou de familiar.

A pergunta-chave é quais os motivos internos para a pessoa ir trabalhar? Como está o ambiente de trabalho? Há um propósito no seu trabalho? Seu dia será feliz? Quais desafios existem na empresa? Ela está se desenvolvendo? O gestor a trata com respeito? Quais as reais motivação para ir ao trabalho?

Lá vai a prática sugerida.

Nova Prática: ENTREVISTA DE ASSIDUIDADE

Essa prática consiste em responder as seguintes perguntas:

(Para os colaboradores) O que o motiva a vir trabalhar todos os dias na nossa empresa?

(Para os gestores) O ambiente que estamos construindo atrai e inspira as pessoas ou estamos encarcerando elas durante 8 horas por dia?

Que tal a reflexão? Que tal testar essa prática?

Thiago Menezes

Idealizador da Acelera Gestão

Photo credit: <a href="https://visualhunt.com/author/4155de">CarbonNYC [in SF!]</a> on <a href="https://visualhunt.com/re/d629f2">Visual hunt</a> / <a href="http://creativecommons.org/licenses/by/2.0/"> CC BY</a>


24 visualizações

QUERO RECEBER

ATUALIZAÇÕES

Entre na nossa comunidade do Whatsapp

icone whats.png

QUERO PARTICIPAR

DO DIÁLOGO !

Faça parte do nosso grupo no Telegram

icone telegram.png

ESTOU GENEROSO

E QUERO CONTRIBUIR !

Compartilhe seu texto sobre gestão

Icone Email.png

Siga nossas páginas nas redes sociais

icone in.png
icone insta.png
icone face.png
logo_acelera.png